07 novembro 2009

Verão

Da janela espio o verão se insinuando lá fora, enrugando as testas de preocupação com os presentes de Natal e a silhueta (não necessariamente nessa ordem). Uma vez que a gente sobrevive ao feriado de finados, o diabo do trânsito empacota de vez qualquer esperança de fluidez – urbana ou intelectual, objetiva ou emocional. O calorão empapa as ideias, e quando começa a refrescar já estamos no happy hour, que ninguém é de ferro...

Novembro é o seguinte. Nós, mulheres, adoramos pintar as unhas de cereja, cabelos noz, hidratante amêndoas, xampu de chocolate. E esperamos o verão comendo alface, aguardando a revelação de um novo farelo incrível para o intestino.

5 comentários:

Eliana disse...

Será que não podemos, só neste verão, subverter o estabelecido? Comer cerejas, amêndoas, chocolates; e passar uma máscara de alface nos cabelos? Que tal?

Anônimo disse...

Rs, rs. Maravilhoso, Bíbi. Me identifiquei totalmente. Bjs, Marcia Oliveira

Angélica disse...

Concordo em gênero, número e grau.
Beijos

Crioula disse...

Quero verao, aqui a friaca chega de mansinho!

anlene gomes disse...

vai passar janeiro por aí? vamos ver se desta vez tomamos um sorvetinho! bj e feliz feliz para você!